"Digno é Deus, o criador, de toda honra e toda glória para todo o sempre".

Pesquisar pedacinhos

22 de mai de 2010

Ritual Sagrado


São 11:27 horas da noite, e eis me aqui novamente, cercado pela névoa densa que cobre meu corpo, fadigado das noites monótonas da estação, hipnotizado pelos ponteiros do relógio da Praça da Desilusão, esperando as badaladas da meia noite, para começar o sagrado ritual noturno.

Os minutos passam, mas o medo permanece e a cada segundo o mesmo vento frio do norte percorre minha espinha dorsal enquanto prostrado diante de mim mesmo aguardo pelo 'conhecido-estranho'.Vermes de falsos amores.

Aproximo-me da fonte no meio da praça, onde os anjos,esculpidos por ímpias mãos humanas, inanimados com suas asas abertas,derramam gotas de amor na fonte.

Seus olhares doces e intensos mergulham um no outro revelando amor.
Invejável amor.

Aquele momento sublime é interrompido pelas badaladas do relógio da Praça da Desilusão.

Nesse momento meus olhos fecham instantaneamente,a imagem dos anjos apaixonados dão lugar a escuridão,seguida de um feixe de luz cor púrpura que traz imagens que se passam em frações de segundos vindas da "urna negra" antigas e recentes quase que simultaneamente.

Sintomas de mortais me dominam,febre, dor, calafrios.

São eles novamente.

O som das badaladas anunciam o ritual noturno e pouco a pouco me vejo sendo consumido pelos vermes.

Gritos ecoam pela praça e não há ninguém que possa me ajudar.

Milhões de sussuros invadem minha mente.Ainda falta muito para o nascer do sol.

 Não sei até quanto tempo vou suportar isso.Eles desejam minhas lágrimas de sangue.

As lágrimas escorrem, como um rio, por minha pele gélida passam por meus lábios,pronunciadores de palavras que não rimam,e escorrem até chegar ao seu destino.

A taça cor escarlate.

Minhas forças se esgotam, já não há esperanças e o Sol já está quase vindo,queimar minha pele para que a ritual chegue a seu auge,mas inesperadamente uma Luz azul surge no horizonte e a medida que se aproxima de mim os vermes desaparecem.

Lentamente meu coração volta a bater e a luz azul se aproxima rapidamente e aos poucos vou me recompondo.

Google+ Badge

Ocorreu um erro neste gadget