"Digno é Deus, o criador, de toda honra e toda glória para todo o sempre".

Pesquisar pedacinhos

28 de nov de 2010

Prêmio Dardos


É com grande satisfação que anuncio o 1° prêmio que o Pedaços de Mim recebe. O Prêmio Dardos.
Sempre digo que o reconhecimento é o melhor retorno que um blogueiro pode ter,seja através de um comentário escrito ou simplesmente um elogio informal. O fato é que não há motivação melhor que ser reconhecido, ainda mais com um Prêmio.

O PDM foi premiado pelo blog Poesias sem Versos.  Agradeço pela premiação e desejo sucesso a Katrine.


Sobre o Prêmio

"O Prêmio Dardos é o reconhecimento dos ideais que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc... Que em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, e suas palavras. “Estes selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar o carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web"


Receber o Prêmio implica aceitar as suas regras, que neste caso são:

1 - Exibir a imagem do Prêmio no blog; ( fica à critério)
2 - Revelar o link do blog que atribuiu o Prêmio;
3 - Indicar outros (
sem número limite) para premiar.
4 - Avisar os indicados.

Orgulhosamente indico:



50 textos em 2010  -  http://cinquentatextosem2010.blogspot.com/

18 de nov de 2010

Convite Real


 Bebas da essência de mim,
enquanto contorço-me com o orgasmo que provoca-me esses vermes que devoram meu corpo.


Podes sentir o cheiro que meu corpo exala ?
Causa te náuseas, eu sei. 


Vamos! Apanhas essa taça de ouro ao teu lado.
Proves.
Verás o quanto sou doce.


Usufruis da luxúria do meu reinado.
Repares que meus súditos não têm sexo.
São híbridos,
Filhos de meus excrementos.




4 de nov de 2010

Mil Castelos

Construí mil castelos de areia, e dez mil príncipes de vento.
Os castelos desmoronaram sobre mim, mas o maldito vento ainda sopra minha alma,
inquieta alma.


Construí mil castelos de areia e dez mil guardas de papel, que
transformaram-se em cartas de amor com palavras ditas:
não te amo mais


Construí mil castelos de areia e muitos súditos feitos de lágrimas.

Os súditos se revoltaram contra o rei e as lágrimas voltaram a sua origem :
olhos meu.

Google+ Badge

Ocorreu um erro neste gadget