"Digno é Deus, o criador, de toda honra e toda glória para todo o sempre".

Pesquisar pedacinhos

31 de mai de 2011

Santuário





Fodam-se os monges,
E suas vãs filosofias

Fodam-se os padres,
E sua água benta que intoxica

Fodam-se os Pastores
Pois me perdi em seu rebanho

Fodam-se os pais de santo e bruxos do amor,
Seus rituais somam séculos a minha aparência.

Fodam-se os beijos impuros de traição,
Fodam-se se os rituais e os vermes de falsos amores,

Pois é único, o anjo que amo,
Aquele que se achegou ao santuário que habita em mim.




25 de mai de 2011

Te amar, te amar e te amar



É que o destino não faz sentido,
É que não me dou por vencido,
Em contentar-se sem seu sorriso,
Sem seu amor, seu corpo abrigo.
Ter que enfrentar meu inimigo…
O tempo que me dopou.

É que os anjos são meus amigos,
É que o cupido me fez ferido,
É que nosso amor é infinito,
Ter que enfrentar meu inimigo…
O vazio que em mim ficou.

É que já não sei se estou vivo,
É que não vejo o colorido,
É que minha alma tem se esvaído,
Sem direção tem percorrido,
O submundo desconhecido,
Do inimigo tenho temido,
Ter levado você de mim.

É que a insanidade que hoje vivo,
Me fez crer que eu só vivo,
Se eu tiver você comigo,
E é por isso que está escrito,
Sob minha pele que é infinito,
E sempre eterno o amor que sinto,
Mesmo que não me permito…
Te amar, te amar e te amar…

Google+ Badge

Ocorreu um erro neste gadget