"Digno é Deus, o criador, de toda honra e toda glória para todo o sempre".

Pesquisar pedacinhos

3 de dez de 2010

Selos Beautiful Blogger e Blogueiro Show

Mais uma vez o Pedaços de Mim é premiado com Selos, por isso resolvi fazer uma página especialmente para os selos e prêmios recebidos.
Quando recebi o 1º selo fiquei tão feliz que logo saí comentando com amigos e postando nas redes sociais,e por incrível que pareça a mesma alegria estou sentindo agora ao receber esses maravilhosos selos.


Selo “Beautiful Blogger ”  por Calcanhar de Aquiles :



Selo “Blogueiro Show” por Calcanhar de Aquiles : e Bela Estrela Matinal


Agradeço a Beatriz e ao Calcanhar de Aquiles pelo reconhecimento. Sucesso!!

Indicação:

 Os indicados para o Selo "Beautiful Blogger" são:


Os indicados para o Selo "Blogueiro Show" são:

Parabéns aos indicados, vocês merecem esse reconhecimento.

28 de nov de 2010

Prêmio Dardos


É com grande satisfação que anuncio o 1° prêmio que o Pedaços de Mim recebe. O Prêmio Dardos.
Sempre digo que o reconhecimento é o melhor retorno que um blogueiro pode ter,seja através de um comentário escrito ou simplesmente um elogio informal. O fato é que não há motivação melhor que ser reconhecido, ainda mais com um Prêmio.

O PDM foi premiado pelo blog Poesias sem Versos.  Agradeço pela premiação e desejo sucesso a Katrine.


Sobre o Prêmio

"O Prêmio Dardos é o reconhecimento dos ideais que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc... Que em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, e suas palavras. “Estes selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar o carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web"


Receber o Prêmio implica aceitar as suas regras, que neste caso são:

1 - Exibir a imagem do Prêmio no blog; ( fica à critério)
2 - Revelar o link do blog que atribuiu o Prêmio;
3 - Indicar outros (
sem número limite) para premiar.
4 - Avisar os indicados.

Orgulhosamente indico:



50 textos em 2010  -  http://cinquentatextosem2010.blogspot.com/

18 de nov de 2010

Convite Real


 Bebas da essência de mim,
enquanto contorço-me com o orgasmo que provoca-me esses vermes que devoram meu corpo.


Podes sentir o cheiro que meu corpo exala ?
Causa te náuseas, eu sei. 


Vamos! Apanhas essa taça de ouro ao teu lado.
Proves.
Verás o quanto sou doce.


Usufruis da luxúria do meu reinado.
Repares que meus súditos não têm sexo.
São híbridos,
Filhos de meus excrementos.




4 de nov de 2010

Mil Castelos

Construí mil castelos de areia, e dez mil príncipes de vento.
Os castelos desmoronaram sobre mim, mas o maldito vento ainda sopra minha alma,
inquieta alma.


Construí mil castelos de areia e dez mil guardas de papel, que
transformaram-se em cartas de amor com palavras ditas:
não te amo mais


Construí mil castelos de areia e muitos súditos feitos de lágrimas.

Os súditos se revoltaram contra o rei e as lágrimas voltaram a sua origem :
olhos meu.

28 de out de 2010

Neste dia em que minha mão assim escreve...


Neste dia em que minha mão assim escreve...

Senti algo que corroeu um pedaço de minha esfera que hoje já não é tão negra.

Neste dia em que minha mão assim escreve...

Rodeei-me de sorrisos por todos os lados mas as lâminas da tristeza rasgavam meu sorriso, que fora forçado durante toda a tarde.

Neste dia em que minha mão assim escreve

Meus pensamentos foram tentados a desviar-se de ti mas se eles conseguiram era só por alguns segundos enquanto os flashes registravam um falso momento de alegria enquanto meu pensamento navegava pelos céus da saudade.

Neste dia em que minha mão assim escreve...

Perdido em lágrimas lacradas dentro de mim. Tentei e ainda tento
desesperadamente te gritar,mas não há retorno,então pego minha rosa caída ao chão e a comprimo contra meu peito, me despeço da Lua,minha companheira noturna,volto para a quarto frio e novamente encontro a saudade sentada aos pés da cama.

Neste dia em que minha mão assim escreve...

Sento ao lado da saudade, fecho meus olhos e faço uma prece a Deus.

Neste dia em que minha mão assim escreve...

Deito na esperança de te encontrar nos meu sonhos.



21 de out de 2010

Dádiva




Canto à beleza da vida
Canto ao ar que eu respiro
Canto à cura e a ferida
Canto ao amor que suspiro


Canto a brisa suave
que me trouxe uma pétala de flor
Canto por toda a eternidade
as maravilhas do amor

Agradeço pelo sol que me acorda
pelo sabores das frutas,a maçã
Maravilho-me na esperança que aflora
junto ao despertar da manhã

Agradeço a Jeová Criador
pela essência que sou
caminhante, aprendiz sonhador
humano filho do amor.

Gostou? Que tal assinar o Feed para saber do próximo Post.

14 de out de 2010

A Carta




Sentado diante de uma mesa farta de carnes humanas,
 tentando me concentrar apenas na carta selada com o sangue dourado do último anjo que apareceu por aqui.




 A caligrafia perfeita me leva às lembranças do outro mundo.





Fecho os olhos por por uns instantes e ao abrir vejo você diante de meu olhos,
sentado a minha frente comendo vorazmente carnes humanas,
 enquanto penetra seu olhos nos meus.
Olhos cor luto, mas brilhantes.
Seu brilho tenta quebrar o sentimento oculto que não aparece para me inspirar.





Mais uma vez o corvo volta e leva a carta embora sem nenhuma resposta.















5 de out de 2010

Último Suspiro *





Caminhei pelo ermo das palavras
tentando fazer com que a chuva de sentimentos
fizesse brotar inspiração para declarar meu amor
de alguma forma. 


Tentei convencer as palavras e meus sentimentos a um acordo,
mas meus esforços foram em vão.
Não houve harmonia entre eles.


Caminhei desde as vielas dos vocabulários mais simples aos mais cultos.
Me perdi.


Agora me encontro aqui preso nesse deserto,
prostrado diante de letras e sentimentos,
que se recusam a me salvar.

Dependo deles para sair daqui. 

A solidão torna minha alma gélida,
mas o calor do deserto torna meu corpo quente,
como nas noites em que juntos adormecemos.
Onde está você?
Por que me faz suplicar pelas gotas sagradas?
Nunca pensei que fosse implorar pelos raios,
trovões e tempestades.


Estou sangrando.
A terra suga meu sangue como
o mais precioso líquido do universo,
saciando lentamente sua sede.

Me restam apenas segundos de vida,
então me desespero em não poder te ver, anjo meu.
Estou sentindo meu sangue ser sugado pela terra árida,
e com ele se formar a frase que as palavras se recusaram formar:
Eu amo você.


 
*Título sugerido por Fran do Blog Clube da Lulu e mais votado na enquete com 62% dos votos. Parabéns!!

22 de set de 2010

Mandacaru




Minha alma está fria.
Fogão de lenha, uma viola, um luar...

Amor vizinho, quero meu mundo
Cadê seus braços?Quero chorar.

A benção pai, estou partindo
Quero a voz, quero dormir,me repousar
Já está tarde,Oh, como é cedo
Vou ser feliz.

O sol se pondo, casa de barro
Na porta espera, posso sorrir

Abraço Amor, teu cheiro doce,
Amor a cama, vamos dormir.

Uma vela acesa, teu rosto brando
A noite é nossa, primeiro anjo.

Um toque cândido, mas mão ardente
Caminho, Oh noite, amor me dá

Amanhecer, está de pé
Amor vai indo, pronto o café

A brasa amor, lembra teu corpo
Quero esta vida.
Sou o amor.

Pedro e João amor eterno.

15 de set de 2010

Nota 15/09/2010

Blogueiros, leitores e seguidores do Digho's Life.No decorrer  desses 3 anos de existência do Blog várias mudanças ocorreram.Mudanças de nome, template e até mesmo a temática do Blog.Percebi que nesses 3 anos, no que se refere à temática, a mais frequente e a que mais me trouxe retorno foi o que alguns chamam de poesias mas eu penso que são apenas  fragmentos de sentimentos.Tendo em vista a preferência dos leitores  em relação à temática, a partir de então postarei apenas "poesias", ou como eu mesmo gosto de denominá-los  fragmentos de sentimentos.
       Com a mudança da temática fica necessário um nome á altura.Sendo assim, nada mais justo e apropiado do que  PEDAÇOS DE MIM.

Ps: Por questão de comodidade o endereço do Blog continua o mesmo.

31 de ago de 2010

Escravo do Amor





De que me serve o livre arbítrio se sou escravo do amor?

Amor que permeia os meus sonhos,
Rouba minha paz,
Invasor de mentes.
Confuso e verdadeiro amor.


O que fazes tu sentado a beira do precipício?
Venha e prove de minhas vísceras,
Coma meu coração,
Ele pulsa,vibra à espera de um leão.


Desnuda minha pele,
Rasga o manto negro que cobre minha face,
 e veja o sol que se esconde em meus olhos 
e o sorriso que guardei para ti.

1 de jun de 2010

Fitas de Cetim









Coloridas como os dias pós-você,

Que se alegram com os pensamentos involuntários de teu doce sorriso.

 Tão belas quando postas diante de teus olhos que brilham intensamente quando as decifram lentamente.

Vermelhas como teus lábios que adoçam meus dias de outono.

Azuis como o céu dum sábado ensolarado onde pássaros cantam a melodia da paixão.

Celebrando a germinar da semente que cultivamos a cada dia.

Fitas de Cetim,

Mensageiras da paixão.

Diário da da semente do amor.

22 de mai de 2010

Ritual Sagrado


São 11:27 horas da noite, e eis me aqui novamente, cercado pela névoa densa que cobre meu corpo, fadigado das noites monótonas da estação, hipnotizado pelos ponteiros do relógio da Praça da Desilusão, esperando as badaladas da meia noite, para começar o sagrado ritual noturno.

Os minutos passam, mas o medo permanece e a cada segundo o mesmo vento frio do norte percorre minha espinha dorsal enquanto prostrado diante de mim mesmo aguardo pelo 'conhecido-estranho'.Vermes de falsos amores.

Aproximo-me da fonte no meio da praça, onde os anjos,esculpidos por ímpias mãos humanas, inanimados com suas asas abertas,derramam gotas de amor na fonte.

Seus olhares doces e intensos mergulham um no outro revelando amor.
Invejável amor.

Aquele momento sublime é interrompido pelas badaladas do relógio da Praça da Desilusão.

Nesse momento meus olhos fecham instantaneamente,a imagem dos anjos apaixonados dão lugar a escuridão,seguida de um feixe de luz cor púrpura que traz imagens que se passam em frações de segundos vindas da "urna negra" antigas e recentes quase que simultaneamente.

Sintomas de mortais me dominam,febre, dor, calafrios.

São eles novamente.

O som das badaladas anunciam o ritual noturno e pouco a pouco me vejo sendo consumido pelos vermes.

Gritos ecoam pela praça e não há ninguém que possa me ajudar.

Milhões de sussuros invadem minha mente.Ainda falta muito para o nascer do sol.

 Não sei até quanto tempo vou suportar isso.Eles desejam minhas lágrimas de sangue.

As lágrimas escorrem, como um rio, por minha pele gélida passam por meus lábios,pronunciadores de palavras que não rimam,e escorrem até chegar ao seu destino.

A taça cor escarlate.

Minhas forças se esgotam, já não há esperanças e o Sol já está quase vindo,queimar minha pele para que a ritual chegue a seu auge,mas inesperadamente uma Luz azul surge no horizonte e a medida que se aproxima de mim os vermes desaparecem.

Lentamente meu coração volta a bater e a luz azul se aproxima rapidamente e aos poucos vou me recompondo.

6 de abr de 2010

Chico Xavier

, rQue Deus não permita que eu perca o romantismo,
mesmo eu sabendo que as rosas não falam. 

Que eu não perca o otimismo,
mesmo sabendo que o futuro que nos espera não é assim tão alegre


Que eu não perca a vontade de viver,
mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos, dolorosa...

Que eu não perca a vontade de ter grandes amigos,
mesmo sabendo que, com as voltas do mundo,
eles acabam indo embora de nossas vidas...

Que eu não perca a vontade de ajudar as pessoas,
mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver,
reconhecer e retribuir esta ajuda.


Que eu não perca o equilíbrio,
mesmo sabendo que inúmeras forças querem que eu caia


Que eu não perca a vontade de amar,
mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo,
pode não sentir o mesmo sentimento por mim...

Que eu não perca a luz e o brilho no olhar,
mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo,
escurecerão meus olhos...

Que eu não perca a garra,
mesmo sabendo que a derrota e a perda
são dois adversários extremamente perigosos.

Que eu não perca a razão,
mesmo sabendo que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas.

Que eu não perca o sentimento de justiça,
mesmo sabendo que o prejudicado possa ser eu.

Que eu não perca o meu forte abraço,
mesmo sabendo que um dia meus braços estarão fracos...

Que eu não perca a beleza e a alegria de ver,
mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos
e escorrerão por minha alma...

Que eu não perca o amor por minha família,
mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigiria
esforços incríveis para manter a sua harmonia.

Que eu não perca a vontade de doar este enorme amor
que existe em meu coração,
mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado.

Que eu não perca a vontade de ser grande,
mesmo sabendo que o mundo é pequeno...
E acima de tudo...


Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente,
que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um
é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois....

A vida é construída nos sonhos

E concretizada no amor!

13 de fev de 2010

Amanhã pode ser tarde

Ontem?...Isso faz tempo!...
Amanhã?...Não nos cabe saber...
Amanhã pode ser muito tarde, para você dizer que ama,
Para você dizer que perdoa, para você dizer que desculpa,
Para você dizer que quer tentar de novo...
Amanhã pode ser muito tarde.
Para você pedir perdão,...
Para você dizer: Desculpe-me, o erro foi meu!...
O seu amor, amanhã, pode já ser inútil;
O seu perdão, amanhã, pode já não ser preciso;
A sua volta, amanhã, pode já não ser esperada;
A sua carta, amanhã, pode já não ser lida;
O seu carinho, amanhã, pode já não ser mais necessário;
O seu abraço, amanhã, pode já não encontrar outros braços;
Porque amanhã pode ser muito... Muito tarde!
Não deixe pra amanhã para dizer: Eu te amo!
Estou com saudades de você!
Perdoe-me! Desculpe-me!
Esta flor é pra você!
Você está tão bem!
Não deixe para amanhã o seu sorriso, o seu abraço, o seu carinho, o seu trabalho, o seu sonho, a sua ajuda...
Não deixe pra amanhã para perguntar: Por que você está triste?
O que há com você?
Hei...Venha cá, vamos conversar.
Cadê o seu sorriso?


(Autora Jéssica Stefanny) extraído do site Aprendendo a Viver.

7 de fev de 2010

Baú Mágico


4:15 da manhã.
Eis me aqui novamente, sentado sobre a velha cama,
testemunha de milhões de sonhos, companheira e cúmplice da produção de sonhos perfeitos.



Estou sobre um colchão de ilusões segurando uma longa carta selada com lágrimas de mais um árduo dia.

De um lado meu baú mágico, do outro uma visita indesejada,
branca,estática e gélida sentada como se já fosse íntima:
 a solidão.


Após abrir o baú,sorrisos ecoam pelo quarto,
sonhos iluminam minha face,fazem meus olhos brilharem.



Dos sorrisos escuto " te amo",
Dos sonhos um coral com mãos unidas cantando "Diary"*.



Aquele poderia ser um momento mágico e único,
exceto pelo fato de que ocorrera inúmeras vezes durante meses.
Fechei o baú.



Instantaneamente a indesejada visita volta;
dessa vez com olhar hipnotizante
no qual me seduz e com um beijo me faz adormecer por mais uma noite.






* Diary-Alicia Keys

4 de fev de 2010

Filtro dos sonhos




Deitado nessa cama gélida olhando para o céu negro do meu quarto
onde um filtro dos sonhos dança em minha frente,
girando lentamente ao som da solidão
nessa maldita madrugada de insônia, frio e escuridão.


A cada giro uma lembrança apunhala essa esfera negra que já sem forças tenta resistir ao frio.


No filtro dos sonhos as teias tentam prender as últimas esperanças que se misturam aos inúmeros pesadelos de um amor ausente.
O seu.

2 de fev de 2010

Pedaços de Mim


Pedaços de mim
Quem um dia foram compostos por teu sorriso

Pedaços de mim
Que ja viveram a morte e a vida

Pedaços de mim
Gritam pelo inteiro que já se foi

Pedaços de mim
Clamam pelo teu corpo que os tocaram

Pedaços de mim
Somam as chagas que sofri

Pedaços de mim
Subtraem o amor que vivi

Pedaços de mim
Exalam perfume da luxúria que não tive

Pedaços de mim
Imploram pela ressurreição

Pedaços de mim
Observam você ressurgir de um sorriso

Pedaços de mim
Lentamente se recompoem ao que um dia você se apaixonou perdidamente:

Pedaços de mim.


Google+ Badge

Ocorreu um erro neste gadget